Enfim, quero apenas viver – como todos!

Ontem, assistindo ao vídeo de um dos sites que acompanho, ouvi uma declaração familiar – inacreditável. Oras bolas, não aconteceu só comigo?
O entrevistador, conversando com uma moça que pratica volei, sugeriu que antes ficava em casa para não atrapalhar. Eu não tenho certeza de que ele se referia a si mesmo, mas referiu-se a alguém deficiente. Ouvi isso por anos – por isso me “entoquei”! Algumas pessoas acham que um pouquinho de trabalho, com um deficiente – é demais! Entrar e sair de um carro é complicado; subir com a cadeira por escadas é insuportável. Levar um deficiente até um parque é um tédio! …então, muitos ficam dentro de casa, na mesmice. Perdem o gostoso da vida, que é viver e participar – curtir a natureza, tomar sol, fazer compras, brincar, comer pizza, cinema, museu, etc, etc, e tal… A idéia de que o deficiente deve criar mofo é cruel”!
Graças a Deus que somos sensíveis e inteligentes e temos pessoas normais e atenciosas do nosso lado. Que bom que as coisas caminham para melhor! Melhorar o que não se pode mudar é usar a inteligência.
… o sol nasce pra todos! É um direito meu!
…nosso!

Anúncios

4 Respostas para “Enfim, quero apenas viver – como todos!

  1. Pois é… Temos direitos iguais, eu vc, a idosa do andar de baixo (gente boa). Pagamos um imposto absurdo, e nada é “di-grátis”. Sair ver o sol, tomar chuva, um cinema, ir a barzinho, sei lá… O tempo de ficar em casa acabou! O tempo do coitadinho acabou! O tempo de aceitar a assediabilidade meia boca, acabou! Vem, vamos pra rua, este mundo é nosso também!

  2. Precisamos conquistar mais coisas, mais leis a nosso favor. Estou verificando com calma, alguns projetos de leis e algumas leis de deputadas e vereadoras cadeirantes. Quero estar bem inteirada de tudo – conhecer bem o que já temos, para acrescentar o que precisamos.

  3. Tani, não sei se és dependente. No teu perfil não consta, mas eu sou.Nós dependentes que já não temos pais, ouvi-mos e sentimos essa má vontade diariamente por parte de quem nos auxilia.Amigos que tinhamos antes do trauma, aparecem só no inicio. Depois desaparecem de vez.É impossível não nos sentirmos um peso para os outros. É complicado…Fica bem.

  4. Oi Eduardo!O que significa a expressão "dependente"? Ainda não sei o que significa. Seria depender das pessoas para auxiliar? Precisar?Bom, não tenho pai, mas tenho mãe. Infelizmente dependo das pessoas para coisas simples. Minha casa é comprida e não tem portas largas para cadeiras de rodas. Eu ando com muita dificuldade – se for andar, toda a vez em que preciso de algo da cozinha ou de outro cômodo longe – demoraria muito para chegar. Então, aí entram as pessoas e o auxílio.Por este motivo, tento adaptar tudo o que posso, para me arranjar sozinha.Tudo de bom também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s